Destaque: Projeto Personalidades

E-mail Imprimir PDF

Itaperuna, RJ – Valber Meireles é um sujeito que está sempre de bem com a vida. Sorriso fácil estampado na face, é uma daquelas personalidades gente boa, bom de papo, gente nossa. Recentemente representou muitíssimo bem o município de Itaperuna, participando da gravação do clipe de Natal e Ano Novo do programa ‘Os Donos da Bola Rio’, da Band.
Um homem de muitas faces…
Poeta, cantor, compositor, professor, empresário, músico… Daqueles de boa música, que carrega consigo o inconfundível estilo regional. Sob uma ótica poética, o compositor revela seu amor à vida, à natureza e às coisas belas, viajando pelo universo interior, emergindo sensações saudosistas e belas recordações. Artista de boa música, música nossa, que retrata a nossa terra, terra nossa.
Em 2015, Valber se inscreveu em cinco festivais e foi classificado em quatro deles. Vale reforçar que os festivais são bastante concorridos, “dependendo do lugar, concorremos com 600 canções, com inscrições de todas as partes do Brasil”, revela Valber.
Este ano ele se classificou para o Festival MPB de Palma/MG; 11° Festival da Canção de Rio Casca/MG; 9° Festival Nacional de Viola de Itapina, em Colatina/ES, sendo o único classificado do Estado do Rio de Janeiro; e o 13° Festival de Viola de Piacatuba/MG, onde ficou em terceiro lugar.
Durante a carreira, o artista participou de oito festivais e subiu ao pódio entre os melhores em quatro oportunidades, sendo o terceiro colocado por duas vezes e, sagrando-se campeão e vice, uma vez cada. “Acho que é uma boa média. Os festivais são uma excelente oportunidade para divulgar o nosso trabalho, além é claro, de proporcionar outras frentes de trabalho”, diz.
A música de Valber Meireles está circulando e com boa aceitação, em cidades dos estados de Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo e Rio de Janeiro. “E, os festivais, tem sido estratégicos nesse trabalho de divulgação”, complementa.
MULTIFACETADO VALBER MEIRELES
O multifacetado Valber já se apresentou no Teatro Popular de Rio das Ostras, Teatro SESI de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, Teatro Municipal de Macaé e Teatro SESI de Itaperuna. Ainda participou do “Programa no Alto da Serra” (Canal TV Terraviva Rede Nacional – Grupo Bandeirantes de Comunicação), em São Bernardo do Campo, SP; no Casa Aberta, em São Pedro do Itabapoana, terra da sanfona e da viola; e em outros municípios da Zona da Mata Mineira e Espírito Santo.
Em 2013, conquistou público e crítica no Teatro Municipal de Niterói. Naquele mesmo ano participou do 11º Festival de Viola e Gastronomia de Piacatuba, MG, ficando em segundo lugar (etapa regional), com a música “Carnaubeira”. O festival é um dos grandes destaques do calendário cultural do Estado de Minas.
Valber foi homenageado pelo Congresso da Sociedade de Cultura Latina – Seção Brasil – Mogi das Cruzes/SP. Ele também classificou duas músicas para o II Festival de MPB/Festival de Inverno de Itapemirim/ES. Classificou, ainda, a canção “Cheiro de Canção” para o Palma MPB Festival.
Já teve o seu trabalho comparado a grandes nomes, como Zé Geraldo, Almir Sater, Renato Teixeira, Zé Ramalho e Alceu Valença, no entanto, prefere evitar qualquer tipo de comparação. A qualidade musical da banda e a harmonia poética das composições tem colocado a obra de Valber Meireles em destaque, entre o que há de melhor no cenário musical.
DISCOGRAFIA
O primeiro álbum duplo DVD/CD, “Voajante”, foi lançado em 2012. Tem ainda em seu currículo os seguintes CDs: “Caminho da Pedra Preta”, 2000; “Oásis”, 2003; “Cantos Mensageiros”, 2009; e um trabalho voltado ao público infantil, “Nutricionista Amiguinho”, 2010. O CD “Desenvelhecendo” é o sexto álbum do músico e foi lançado em 2013.
*Este texto faz parte do Projeto Personalidades, idealizado pelo jornalista Eusébio Dornellas, com o intuito de evidenciar o trabalho de pessoas que contribuem significativamente com a sociedade, através de sua atuação profissional e/ou exemplos de vida.

comments
Última atualização em Ter, 14 de Junho de 2016 18:24  

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.