CANTOS MENSAGEIROS - Valber Meirelers

E-mail Imprimir PDF

Ontem, vi um passarinho aprisionado, de canto triste; sua “voz” queria me dizer alguma coisa. Palavras não saíam, mas o som era de tocar a alma. Parecia um apelo, um pedido. Talvez quisesse a sua liberdade de volta, quisesse realizar os seus sonhos, voar pelo infinito, amar, rodopiar no ar, viver a vida.
No fundo de minha alma senti que seu canto era mensageiro, ou seja, estava me mostrando uma mensagem. Seu som se transformava em palavras. Senti que eu deveria semear suas “palavras”, levá-las a todos, ensiná-las, multiplicá-las. Seu canto era verdadeiramente uma mensagem de amor e esperança, sonhos e fantasias, alegrias e prazeres... queria inundar de felicidade os corações de nossa gente; inundar de flores e canções.
O seu canto mensageiro tinha também um desejo: salvar os homens das mãos que destroem, que aniquilam, matam, roubam, infernizam, martirizam... libertar os homens das injustiças e maldades. Libertar os homens dos dragões!
Pobre mensageiro, estás aprisionado, teu canto é triste! Se não puderes levar teu canto para todos os lugares, eu o levo!

Sanhaço, canarinho
Sabiá laranjeira
Periquito amarelinho
De cantos mensageiros.
Coleirinho nas palmeiras
Sob a luz do Sol nascente
Faz versos, brincadeiras
E alegra nossa gente.
Mensageiros os seus cantos
Inundarão os corações
De açucenas, violetas
Salvando os homens dos dragões.

Eu e teus amigos ouviremos o teu canto e cantaremos tua canção de liberdade!!!

comments
Última atualização em Seg, 12 de Janeiro de 2015 23:40  

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.